SEAMOS AMIGOS

Editar mi perfil

Diga-me quem você admira e direi como você se sente

Por Carola Sixto, Editora, DrTango, Inc. -
Diga-me quem você admira e direi como você se sente

Somente no Facebook, a Shakira possui dezenas de grupos de fãs com 1.000 a 40.000 membros. O Ricky Martin não possui uma rede social tão ampla, mas ainda assim possui cerca de 8.792 seguidores. Mas não somente os famosos têm seguidores. Vários músicos no início de carreira já têm um fã clube, com pessoas que os seguem, seja lá onde toquem, e que conhecem as letras de todas as músicas. 

Desde que as celebridades passaram a estampar as primeiras páginas de jornais e revistas, as pessoas declaram que cada vez mais as admiram. Algumas gritam sua adoração em voz alta, criando ou fazendo parte de um fã clube, enquanto outras admiram seus ídolos em silêncio, curtindo suas músicas ou filmes em casa. 

Esse assunto foi discutido pelos pesquisadores Jaye L. Derrich e Shira Gabriel da Universidade de Buffalo, Universidade Estadual de Nova York. O estudo, publicado no jornal Science Daily, concluiu que admirar uma celebridade pode ajudar as pessoas com baixa autoestima a se ver de maneira mais positiva.

De acordo com os especialistas, uma pessoa com dificuldades para estabelecer relações sociais pode se beneficiar de relações “parassociais”, um fenômeno que ocorre quando um espectador curte um programa por tanto tempo que ele ou ela pode ter a ilusão de que está envolvido afetivamente com o personagem. Assim, as pessoas que possuem baixa autoestima poderiam se beneficiar das relações “parassociais” para se sentirem mais próximas daquilo que sonham para si.

Os pesquisadores realizaram três estudos com mais de 100 estudantes em cada um. Estes deveriam identificar sua celebridade favorita e descrevê-la através de um texto. Descobriu-se que as pessoas com baixa autoestima admiram celebridades cuja personalidade é semelhante àquela que elas mesmas gostariam de ter. Em alguns casos, a semelhança entre as pessoas com baixa autoestima as celebridades era, até mesmo, maior do que a semelhança buscada em seus companheiros. Para as pessoas que não têm um companheiro, admirar alguém pode apresentar benefícios e praticamente nenhum risco, pois não há a possibilidade de rejeição, ao mesmo tempo que oferece uma oportunidade de minimizar os medos e sentir-se mais próximo aos seus interesses pessoais. 

Embora isso não esteja explícito, os especialistas sugerem que, se você for um grande fã do Brad Pitt, você pode continuar com seu relacionamento imaginário! Ninguém sairá prejudicado e você ainda se sentirá tão bem que, enfim, encontrará alguém que a fará suspirar tanto quanto Brad. 

Fonte: Wiley-Blackwell (6 de junho de 2008). Admirar celebridades pode ajudar a melhorar a autoestima ScienceDaily.

 

INSCRÍBETE YA AL NEWSLETTER
Recibe alertas y noticias de Dietas y Nutrición a tu correo

Enviamos un correo de bienvenida a {{email}}, pero al parecer ese destinatario no existe.

¿Es correcto este email?